Formação
15859
page-template,page-template-full_width,page-template-full_width-php,page,page-id-15859,bridge-core-1.0.5,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-10.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.4.1,vc_responsive
 

Formação

Formação

Com que atividades ocupa o seu filho os tempos livres? As crianças estão cada vez menos ativas, o sedentarismo instala-se e o tempo dedicado às atividades de sofá é cada vez maior. Quais as consequências?
Haverão vantagens para a criança em praticar um desporto duas a três vezes por semana? Já há muito que a comunidade científica sabe que o exercício, seja através de brincadeiras ou de um desporto específico, ajuda a desenvolver a coordenação motora e o desenvolvimento intelectual.
Mas será a mesma coisa brincar à apanhada ou jogar Futsal? Os desportos de equipa são meios de excelência para a formação da criança enquanto um ser social, pois promovem o desenvolvimento de competências sociais que serão fundamentais ao longo da sua vida.
Então, que pode uma criança aprender ao jogar um desporto de equipa, como o Futsal?
Espírito de equipa
A partida é feita por todos e com o esforço de todos. De certo que nem todos jogam da mesma forma e com a mesma arte, no entanto, o jogo faz-se em equipa e cada jogador tem o seu papel. Ou seja, a criança aprende que a vitória só pode ser alcançada em conjunto com os seus colegas e através de um trabalho em grupo, onde todos são importantes.
Respeito pelo outro
Para que haja harmonia no grupo é necessário que cada elemento seja respeitado. Perante um desporto colectivo, a criança aprende que as suas ações têm consequências para os outros jogadores e para a equipa, podendo ser prejudiciais. A criança vai desenvolvendo a capacidade de ir além do seu espaço de acção e de considerar os que a rodeiam e as consequências benéficas ou não dos seus atos. Esta consciencialização vai sendo internalizada e aplicada nos restantes contextos sociais da criança.
Lidar com a competição
No entanto, todos querem ganhar! Muitas vezes a competição é tida como algo negativo mas não fará parte do nosso relacionamento com os outros? O que parece ser importante é a forma como a criança lida com a competição. A competitividade é um elemento importante em qualquer desporto e de várias situações ao longo da vida. Quando encarada de uma forma positiva pode ser um factor estimulador de um maior empenhamento e dedicação no alcançar de objetivos.
Aceitação das regras
Mas podemos ganhar a qualquer custo? Assim como na vida, um jogo de Futsal é regido por um conjunto de regras. A arbitragem é um assunto frequentemente polémico. O árbitro é a autoridade dentro de campo mas nem sempre as suas decisões são consideradas justas para uma das equipas. Em campo, o papel do treinador e a forma como ajuda as crianças a lidarem com a frustração é fundamental. Afinal de contas, o jogo não pode parar porque o árbitro fez um mau julgamento, há que continuar! E não se passa o mesmo no nosso dia-a-dia?
Aumentar a resistência e tolerância à frustração
E nem tudo corre como nós queremos! A criança pode achar que não é forte o suficiente, não tem os resultados físicos que desejaria, não obtém os resultados em campo que gostaria. Mas será motivo para desistir? Ou para continuar a trabalhar? Nada na vida é alcançado sem esforço e investimento!
Lidar com o fracasso
Para que seja possível melhorar temos de reconhecer e compreender o que não corre tão bem sem que isto nos tire a vontade de continuar. Mais uma vez, o treino, a persistência, a capacidade de auto-análise e de aceitação da avaliação do outro, neste caso do treinador, são aspetos fundamentais na prática de um desporto.
E finalmente, falamos de Futsal ou da vida do dia-a-dia? Apesar de todas estas questões poderem ser abordadas no contexto familiar, escolar e social da criança, nós aprendemos mais quando temos gozo naquilo que estamos a fazer. Falamos de Futsal como poderíamos ter falado de outro desporto qualquer. Encoraje a sua criança a mexer-se, divertindo-se e aprendendo a lidar melhor consigo próprio e com os outros!